Oficina Curto Ficção

O objetivo prático e aprazado dessa oficina a toque de caixa é criar e desenvolver roteiros para filmes curtas-metragens de ficção em uma semana e, em seguida, também em uma semana, filmar um dos roteiros, fazer o filme. Um filme com poucos recursos financeiros, a ser realizado no território mágico do Vale do Capão com muita imaginação, metendo o dedo onde deve e onde não deve, com a cara do cinema brasileiro da era digital. O objetivo sócio-cultural e aberto no tempo é a democratização e expansão do acesso aos meios de produção audiovisual, com ênfase na regionalização do estímulo e da formação.

Regionalização como caminho da nacionalização. A lembrar que a indústria audiovisual é a que mais cresce no planeta e que o Brasil trabalha com a meta de tornar-se o quinto maior produtor/exportador mundial até 2020. O audiovisual brasileiro já superou as indústrias farmacêutica e têxtil, o que não é pouco. Por outro lado, também a lembrar que estamos iniciando uma nova etapa da convivência humana, uma nova revolução industrial e de costumes, um encontro da inteligência artificial com nossas inteligências emocionais — e no epicentro desse reboliço está a atividade, a técnica e a arte audiovisuais.

O que me cabe nessa aventura de criação que acontece em Mucugê, no coração da Bahia, é tocar a primeira parte, a invenção e feitura dos roteiros, oferecendo subsídios, soluções e dissoluções que fazem parte da dramaturgia, que compõem o “raciocício dramático”, diferente de outras formas de pensar. Usei o verbo tocar no sentido de músico em uma orquestra, já que a metodologia a ser utilizada é o trabalho coletivo e imersivo. Vamos todos tocar juntos, os participantes, eu, a produção. Pensar coletivamente, vasos  comunicantes, antiescolástica. Quanto à imersão, é sério: sete dias de dedicação absoluta ou não chegaremos onde queremos. Serão mais de cem horas de trabalho intensivo.

Depois disso, o núcleo criativo e o núcleo produtivo escolherão um dos roteiros em conjunto com o cineasta Edgard Navarro, que se ocupará de tocar a segunda parte com o grupo: gravação. A escolha de Navarro é perfeita, é o cara que sabe fazer filmes transcendentais do quase nada, ou do muito que é ser um artista independente, inovador e generoso. A linguagem do cinema é a mesma do sonho: pode ser muito grave (as dores do mundo) e também pode anular a força da gravidade (a leveza do espírito).

Texto Orlando Senna

OFICINA CURTO FICÇÃO – ROTEIRO

OFICINA CURTO FICÇÃO -DIREÇÃO

O Cine Diamantina apresenta o resultado dos selecionados para participar das Oficinas Curto Ficção de Roteiro com Orlando Senna e de Ficção com Edgard Navarro.

Lembrando que a oficina é gratuita, no entanto, eventuais custos de transporte, hospedagem e alimentação deverão ser custeados pelo aluno.

Favor confirmar participação por meio do e-mail cinediamantina@gmail.com até o dia 10/05.

– Oficina Curto Ficção – Roteiro com Orlando Senna
22 a 28 de maio, das 15h às 19h, no Auditório da Pousada Mucugê (Mucugê)

Selecionados (por ordem alfabética)

Alexandre Guena
Ana Júlia Paixão Ramos dos Santos
Ana Paula Rocha de Souza
Camila Cordeiro Ribeiro
Dulce Maria Ferrero
Emaxsuel Roger Rodrigues
Igor Souto
Letícia Simões
Lucas Mendes Mattos
Lucas Martinho Bicalho Belo
Marie Caroline Myriam Philippine Ghyslain Ide
Nélia Maria Paixão e Silva
Rafaela Uchoa
Trícia Almeida Oliveira
Victor Uchôa Firmo

Os suplentes abaixo poderão participar da Oficina mediante confirmação. Favor entrar em contato urgentemente pelo e-mail cinediamantina@gmal.com

Marco Antonio de Carvalho Silva
Diana Pinho Gomes
Ivaney dos Santos Sá Teles
Renata Matos

 

– Oficina Curto Ficção – Direção com Edgard Navarro
29 de maio a 4 de junho, das 14h às 18h, no Salão da Associação de Moradores Vale do Capão-BA

Selecionados (por ordem alfabética)
Alexandre Guena
Ana Paula Rocha de Souza
Carolina Coelho Davila
Diego Campanha Lisboa
Eric Rahal Gomiero
Fábio Silva de Carvalho Oliveira
Fredshon Santos de Araújo
George Diniz Teixeira
Geilane de Oliveira Souza
George Varanese Neri
Julia Lima Verde
Leonardo do Vale Resende
Lucas Mendes Mattos
Luiz Henrique Girarde
Mariana Borges de Matos Sousa
Maria Paula Fernandes Adinolfi
Natália Almeida Reis
Natalia Quiroga Coelho
Paula Carneiro
Paula Zanardi
Patrícia Moreira Santos
Rayza Couto Lélis
Rafael Lage
Rafaela Uchoa de Azevedo
Renata Matos

Os suplentes abaixo poderão participar da Oficina mediante confirmação. Favor entrar em contato urgentemente pelo e-mail cinediamantina@gmal.com

André Rios V. de Negreiros
Marco Antônio de Carvalho Silva
Raimundo Santos Luz
Reinaldo Morais Bacelar
Trícia Almeida Oliveira
Yasmin Rocha Santos